Fiquem em casa por nos

MEP Volta Redonda presta homenagens aos trabalhadores da saúde

O MEP na dentro do seu objetivo no trabalho de cidadania sociopolítica em Volta Redonda e região, manifesta publicamente gratidão às vidas dos trabalhadores(as) da área da saúde, face ao cenário da atroz pandemia. É fato, na história recente do mundo nunca tínhamos visto e sentido tamanha admiração e respeito aos profissionais da saúde, frente a pandemia. Diante do fato, optamos somar ao coro dos que os homenageiam, a partir deles mesmo. Indo ao encontro deles(as), ouvindo-os.

Marilurdes  Arruda, conselheira municipal de saúde de Barra do Piraí:

“Estamos sentindo e vendo os diferentes profissionais da saúde com coragem, ética e profissionalismo cuidando da vida de tantos, e correndo riscos. Tenho certeza, muitos ao irem para o trabalho, o faz com medo, pavor mesmo, pois podem voltar (ou não) para casa contaminados e infectar os seus familiares.”

A enfermeira destacou ainda:

“Temos visto pelo Brasil e mundo, muitos colegas contaminados, alguns perderam suas vidas. Diante disso, fica meu apelo aos gestores e empresários da área da saúde – Valorizem e protejam essa turma.” Apelou a enfermeira, residente em BP.

Outro profissional importantíssimo dentro da ‘cadeia de proteção a vida’, os motoristas de ambulância. Rafael Ramos, motorista e acadêmico de administração UFF, com 8 anos atuando na área recomenda cuidados e fala com emoção da distância ‘imposta’ aos familiares devido a Covid-19:

“Procuramos usar os EPI’s a cada instante, porém é sempre uma incógnita. Vejo a cada dia algo diferente em relação a doença. Meu pedido enquanto profissional da área de saúde recomendo – Lembrem de Deus, pois estamos na linha de frente e também fique em casa, só saia se não tiver jeito. Para você saber, têm mais de um mês que só vejo as filhas de longe. Estou louco para abraçá-las”. Revelou Ramos, com emoção. Rafael foi ex- aluno do MEP(2018).

Maria Eduarda, recém formada em técnica de enfermagem, atualmente desempregada, no aguardo do registro no COREN, tem claro o papel dos colegas, tanto que vem procurando orientar os seus familiares e a comunidade para os cuidados devidos:

“Ficar em casa, alimentar-se bem, descansar para manter a imunidade bem forte. Aquecer os afetos para os que estão bem próximos, e manter firme a esperança é melhor caminho.” Recomenda a jovem, aluna do MEP.

Lucas de Arotildes Chaves, enfermeiro e professor-supervisor na Escola Técnica Qualificação em Enfermagem Braga(BP), disse:

“O fardo é pesado…as vezes chego em casa e sou tomado pela ansiedade, não conseguindo dormir. Apesar de me cuidar ao máximo, entendo que a qualquer momento, vou me contaminar e não dá apenas para falar que não tenho medo disso, principalmente por não saber como meu organismo vai reagir, no entanto, não podemos deixar de cuidar das pessoas; esse foi o juramento que fiz.”

Atenta e em meio aos seguidos plantões, Nathalia Lambert, médica e psicóloga, distante dos familiares destaca a preocupação com a violência doméstica

“Entre tantas preocupações um fator preocupante alerta-nos – aumentaram os casos de violência doméstica”. Pontua a jovem médica, ex-aluna do MEP(2008).

Outro depoimento foi de uma fisioterapeuta que preferiu não identificar-se:

“Então a sensação é de medo diariamente, mas com os EPI’s dá para ficar mais tranquila. Os treinamentos e muita orientação dá firmeza para gente.” Disse a fisioterapeuta que preferiu não identificar-se.

 

“Sou mãe de médicos, eles atualmente estão atuando no Rio de Janeiro. Confesso, o coração parte, entendo, é a missão deles…Oro por todos”. Fala de uma mãe muito atuante na comunidade de Volta Redonda. Cf. foto cedida pela mãe.

Acreditamos firmemente, em tempos de tantas fakes news, intolerâncias, mas do que nunca a atenção e valorização da vida e dignidade das pessoas deve ser o norte. Assim, que a ética e profissionalismo dos profissionais da saúde frente o gigantesco exemplo de cada profissional deve ser seguido e reconhecido. A vida em primeiro lugar. Sigam firmes.

Paz e bem.

Volta Redonda, 23 de abril de 2020
Conselheiros e Colaboradores do MEP.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.